quinta-feira, 20 de junho de 2013

UMA DE CULTURA: peça de teatro Migrantes

UMA DE CULTURA: divulgando email a respeito da peça de teatro Migrantes, do grupo Dionisos Teatro
----------------------------------------

Nelson e Neusa, vindos de lugares diferentes se conhecem através de um programa de correio sentimental no rádio e constroem uma nova vida na cidade.
As memórias de migrantes na cidade de Joinville servem de inspiração para a montagem de um espetáculo que fala de coragem, medos, saudades e sonhos. De onde venho, a que lugar pertenço, o que sinto sobre o lugar onde vivo, são questões que atravessam a montagem.

Espetáculo teatral: Migrantes
Data: 22 e 23 de junho (sábado e domingo)
Horário: 20h30
Local: Galpão de Teatro da AJOTE (Rua XV de Novembro, 1383)
Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia entrada para Estudantes, Professores, Idosos, Clube do Assinante AN)
Informações e Reservas: 47 3432 6654 - 9604 6691 ou dionisosteatro@netvision.com.br
          O espetáculo Migrantes teve sua estreia em 2007, fazendo várias temporadas de apresentações para escolas e público em geral na cidade de Joinville atingindo mais de 15 mil pessoas. Além de apresentar em diversos Festivais Nacionais de Teatro e recebendo os prêmios abaixo:
         Em 2010, participou do 5º FENTEPIRA – Festival de Teatro de Piracicaba, recebendo o prêmio Destaque de Intérprete para Andréia Malena Rocha.     
         Em 2009, participou do 37º FENATA – Festival Nacional de Teatro de Ponta Grossa, e recebeu as seguintes premiações: Melhor Atriz Coadjuvante (Andréia Malena Rocha), Melhor Iluminação (Hélio Muniz) E Melhor Cenário (O Grupo). Indicação De Melhor Espetáculo Adulto, Melhor Direção (Silvestre Ferreira) E Melhor Ator (Eduardo Campos).
            Em 2008, participou do 32º FESTE – Festival Nacional de Teatro de Pindamonhangaba, recebendo várias premiações: 2º Melhor Espetáculo Adulto; Melhor Atriz Coadjuvante (Andréia Malena Rocha); Melhor Iluminação (Hélio Muniz), Prêmio de Pesquisa e Melhor Cenário.  Recebeu também as seguintes Indicações: Melhor Diretor (Silvestre Ferreira); Ator (Eduardo Campos); atriz (Clarice Steil Siewert) e Sonoplastia (Lausivan Correa e Vinicius Ferreira).
         Sobre o espetáculo
Em Migrantes, continuamos com a proposta de trabalhar com memória como em outros espetáculos como "Entardecer" e "Histórias de São Chico". Desta vez com memória de migrantes da cidade de Joinville, principalmente com pessoas que fizeram parte da grande leva de migrantes que vieram para a cidade no processo de crescimento de oferta de mão de obra na indústria nos anos 70. Nosso ponto de partida foram as entrevistas existentes no laboratório de História Oral da UNIVILLE, coordenado pela professora Raquel Santiago.
Nesta montagem, nossa proposta é de não apenas contar as histórias originais, mas buscar inspiração nestas histórias para a construção poética. As histórias de vida dos entrevistados serviram como referência para a construção da cena. Questões como memória e pertencimento permeiam o trabalho de modo a construir um mosaico de memórias dos migrantes que hoje compõe esta cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário